Tendências e desafios para a redução de emissão de gases de efeito estufa na siderurgia

A indústria siderúrgica desempenha um papel crucial na economia global, fornecendo materiais essenciais para a Construção Civil e diversos outros segmentos. No entanto, a produção de aço tradicionalmente apresenta um alto impacto ambiental, motivo pelo qual é essencial discutir os avanços e entraves referentes à diminuição da emissão de gases de efeito estufa (GEE). 

Para enfrentar esse desafio, é importante buscarmos soluções inovadoras e sustentáveis, que tragam melhorias na eficiência energética em todas as etapas de produção. Apesar de ser algo complexo, essa missão é essencial para que possamos enfrentar as mudanças climáticas e promover um desenvolvimento sustentável. 

Pensando nisso, no mês de novembro de 2021, a Gerdau Aços Especiais promoveu mais uma edição do Tech D@y — evento que estimula um debate sobre as novas tendências e tecnologias na Indústria do Aço. Ao longo do evento, um dos temas explorados foi a redução de emissão de gases de efeito estufa na siderurgia. Devido à importância do assunto, trouxemos alguns dos principais tópicos discutidos aqui para o Blog:

Iniciativas de sustentabilidade da Gerdau

A Gerdau está empenhada em promover uma cultura de sustentabilidade em suas operações e contribuir para um setor siderúrgico mais responsável e de baixo carbono. Através de nossas iniciativas e parcerias, buscamos sempre equilibrar o desenvolvimento econômico com a preservação do meio ambiente e o bem-estar de todas as comunidades onde estamos inseridos. 

Dentre as medidas que adotamos, convém mencionar que a Gerdau reporta as suas emissões de GEE auditadas no Relatório Integrado da empresa com base na metodologia do GHG Protocol. Procuramos sempre investir em tecnologias mais eficientes e sustentáveis em nossos processos produtivos, firmando o compromisso de reduzir as emissões de carbono através de estratégias como: priorização da eficiência energética e operacional, ampliação do uso da sucata, expansão da base florestal e do uso de energias renováveis, investimento em novas tecnologias e inovação aberta. 

Além disso, também podemos destacar algumas ações adotadas nos últimos, tais como: 

  • R$20 milhões investidos no enfrentamento da Covid-19, voltados para a construção de centros de tratamento para a Covid-19 em São Paulo e no Rio Grande do Sul, além da doação de EPIs;
  • 97,7% da água utilizada nos processos de produção é reaproveitada;
  • 78% de reaproveitamento de resíduos;
  • R$40 milhões em investimento social para projetos de educação empreendedora, habitação e reciclagem.

Para mais informações sobre nossas políticas para o meio ambiente, acesse: Gerdau e sustentabilidade

Aplicação da Economia Circular

A economia circular é um conceito que visa minimizar o desperdício e maximizar o aproveitamento de recursos ao longo de todo o ciclo de vida dos produtos. É uma visão que propõe a redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais, a fim de criar um sistema mais sustentável e eficiente em seu uso de recursos naturais. 

Para a Gerdau, a economia circular faz parte de um caminho mais sustentável para o futuro da indústria, motivo pelo qual buscamos implementar práticas que promovam a circularidade em nossa cadeia de valor. Ao envolver empresas, consumidores e a sociedade em geral na cadeia de produção e utilização do nosso aço e dos nossos coprodutos, estendemos o ciclo de vida e preservamos a inovação e a tecnologia no foco de nossas soluções. 

Convém mencionar que a Gerdau é uma das maiores recicladoras de sucata de aço do mundo. Defendemos que a redução da dependência de minério de ferro virgem e a reciclagem são fatores que contribuem imensamente para a preservação dos recursos naturais, além de economizar energia e promover processos mais eficientes. A Gerdau é referência no Aço 100% reciclável, baseado em um ciclo sem-fim que aproveita ao máximo todas as propriedades do material. Essa abordagem permite que o material e demais subprodutos de outras indústrias sejam transformados e reutilizados como matéria prima para a produção de novos materiais em aço, contribuindo para a valorização de resíduos e para a redução do descarte inadequado.  

Além disso, diversos produtos Gerdau também contam com Certificação EPD, que detalham todo o impacto ambiental de um produto ao longo de sua vida útil e reforçam o nosso compromisso com a transparência e a adoção de práticas mais conscientes. 

O aço e a reciclagem

O aço é um material versátil que oferece uma combinação única de resistência, durabilidade, maleabilidade e baixo custo, tornando-o um recurso valioso para as mais diversas aplicações. 

Além disso, trata-se de um material com possibilidade de ciclo de vida sustentável, visto que é altamente reciclável e pode ser facilmente coletado, separado e processado para dar origem a novos produtos sem perda significativa de suas propriedades físicas e mecânicas. É por isso que o aço é uma opção atraente para projetos com foco na economia circular e na sustentabilidade ambiental, ajudando a minimizar a quantidade de resíduos enviados para aterros sanitários. Confira mais alguns fatos interessantes sobre o aço: 

  • Conforme a Associação WorldSteel, o aço pode ser 100% reciclado de forma permanente, sem perda de qualidade; 
  • Mais de 75% das especificações de aços em uso atualmente não existiam 20 anos atrás, demonstrando o constante avanço nos usos desse material; 
  • Praticamente TODAS as iniciativas de redução de GEE utilizam aço em suas soluções. 

Para finalizar, que tal essa curiosidade: você sabia que o aço é o material MAIS RECICLADO do mundo? Por isso a importância da sucata de aço, um recurso super valioso e rentável para as siderurgias!

Esse conteúdo foi útil para você?