Tendências Tecnológicas – EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Blog DateFri, 10/30/2020 – 08:22

Podemos citar diversos exemplos sobre Tendências da mobilidade como eficiência energética, veículos autônomos, novos processos de manufatura, veículos compartilhados entre outras. Hoje falaremos sobre eficiência energética, seus benefícios e o que traz de mudança nos veículos e nos materiais.

Conceito

Primeiro, a eficiência energética, traz a necessidade de atualização tecnologia dos veículos para que eles percorram a maior distância possível com menos combustível. Nesse contexto, podemos destacar a eletrificação, em que os veículos utilizam motores elétricos como propulsor, a hibridização que combina motor elétrico e à combustão interna (ex. motores à gasolina) e a tecnologia de downsizing, que traz a redução de peso dos veículos como foco e consequentemente faz com que eles tenham um menor consumo.

Benefícios 

Um veículo mais eficiente energeticamente implica em menos gases de efeito estufa emitidos na atmosfera por consumir menos combustível. Em cumprimento ao acordo de Paris, essas são algumas das metas do antigo inovar-auto e do mais recente Rota 2030.

Essas políticas influenciam a indústria de aços especiais, primeiro porque servem como direcionadores de esforços de pesquisa e desenvolvimento. Depois, reforça o papel das usinas siderúrgicas, para não somente apoiar esses esforços, quanto oferecer soluções para o setor automotivocomo componentes de aço com melhores performances. Cada vez mais a necessidade de tecnologia embarcada nos materiais se faz necessário para tornar a cadeia nacional competitiva globalmente.

Tecnologia dos Materiais

Gerdau, neste cenário, tem feito um trabalho extenso, não só atendendo as demandas do mercado, mas sendo protagonista no desenvolvimento de soluções. Podemos citar as tecnologiasGerdau TechGerdau MaxeGerdau Custom que foram desenvolvidas através de um mapeamento tecnológico e trazem aos componentes altas performances, além do benefício da sustentabilidade e customização, atendendo as mais exigentes necessidades do mercado.

O mais interessante em questão de eficiência energética, é poder oferecer um aço que tenha maior performance e que as peças possam ser redimensionadas, tornando os veículos cada vez mais eficientes e mais seguros, por conter componentes com maior nível de exigência técnica.

O que muda na suspensão e Direção?

Uma das tecnologias adotadas pelas montadoras para atender ao objetivo de redução de peso e consumo é a migração da direção hidráulica para a direção elétrica. 

Em relação ao mercado brasileiro, a direção elétrica tem uma série de vantagens sobre a direção hidráulica, a principal delas é o consumo de combustível. O mesmo modelo de veículo, sob as mesmas condições, a mesma motorização, um com sistema hidráulico e outro com sistema de assistência elétrica, o consumo de combustível do modelo com direção elétrica é cerca de 6 a 7% menor do que o com direção hidráulica. 

Por sua vez, para veículos comerciais, também existem diversas soluções para reduzir o peso dos componentes. Dois exemplos que se pode mencionar são o uso de molas compósitos e redução dos feixes de molas da suspensão através do uso de lâminas cada vez mais resistentes. Um veículo comercial ou um caminhão mais leve consomem menos combustível ou podem transportar mais carga com o mesmo combustível. E isso se traduz em ganho energético. 

Podemos destacar para suspensão a linha produto Gerdau Max Paraboler que proporciona maior resistência mecânica e permite a fabricação de componentes menos espessos e mais leves, além de maior vida em fadiga.  

Leia também: Evolução da Suspensão Automotiva | Gerdau Aços Especiais.

Conteúdo adaptado: Webinar realizado pela Área de Marketing Aços Especiais da Gerdau em novembro de 2018 – O Futuro das Tecnologias de Suspensão e Direção Automotiva

Esse conteúdo foi útil para você?